Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mudar

por A Mãe (In)Consciente, em 03.11.14
  1. O que

     

    de pior aconteceria se você tomasse hoje aquela decisão que vem martelando na sua cabeça há muito tempo?
  2. Caso isso acontecesse, quais seriam as medidas que você poderia tomar para ter o controle da situação de novo?
  3. Quais são os benefícios que resultariam dos resultados mais prováveis das perguntas acima? Quais seriam os prós?
  4. Se você fosse demitido hoje, o que faria para manter a sua situação financeira sob controle?
  5. O que te custa – financeira e emocionalmente – adiar suas ações?
  6. O que você está esperando?

Daqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:08


#Mudar

por A Mãe (In)Consciente, em 08.10.14

Hoje deixo-vos apenas um link:

 

Como trabalhar no que ama e também ganhar dinheiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 09:24


Mudar de vida

por A Mãe (In)Consciente, em 29.09.14

 

 

 

 

Não nos podemos esquecer do que já vimos:

 

#1 Saber-se aquilo que se quer

#2 Lutar por aquilo que queremos.

Entretanto:

#2.1 - Simplificar

#2.2 - Aprender a viver com menos dinheiro.

Não vos posso falar muito deste ponto porque não sou especialista. Eu própria estou a aprender este ponto (digamos que estou entre o anterior e este). Há muitas dicas em livros e na internet. Desde compras de supermercado a reduzir gastos com seguros e mensalidades de tv cabo (e precisamos mesmo da tv cabo?).

Impõe-se aqui outra questão. Para quê viver com menos dinheiro? Para ter mais tempo. Se precisarmos de menos dinheiro, precisamos de trabalhar menos nos nossos empregos aborrecidos. E teremos mais tempo para lutar pelos nossos sonhos.

 

E ainda em relação àquilo que se quer... convém recordar que é algo que queremos ser, e não o que queremos ter.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:26


Mudar de vida

por A Mãe (In)Consciente, em 24.09.14

 

Já sabemos:

 

#1 Saber-se aquilo que se quer

#2 Lutar por aquilo que queremos.

 

 

 

E entretanto? Sim, porque as coisas não acontecem de um dia para o outro. Há muitas coisas que pudemos fazer para melhorar o nosso dia a dia.

 

#1 - Simplificar: podemos praticamente simplificar tudo. Uma das primeiras coisas a fazer é simplificar a nossa casa. Pesquisem por: destralhar, declutter, minimalismo e vão encontrar muitas dicas. Uma casa mais simples e mais vazia é uma casa mais fácil de limpar, que agiliza as nossas rotinas, onde gostamos de regressar depois de um dia árduo de trabalho ou de uma viagem. É bom gostar de regressar a casa depois de uma viagem (porque afinal viajar é bom), ou corremos o risco de entrar logo em depressão-pós-férias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:18


Mudar de vida

por A Mãe (In)Consciente, em 19.09.14

 

 

 

 

Depois de:

#1 Saber-se aquilo que se quer (e não apenas o que não se quer), de termos encontrado o nosso propósito, é preciso:

 

#2 Lutar por aquilo que queremos.

Esta tarefa não é fácil. Primeiro porque não vamos ver o que poderemos fazer. Não podemos largar os nossos empregos e ir viver amor numa cabana, é verdade. Há que ver o que é preciso fazer, em primeiro lugar, aos poucos. Que posso fazer pelo meu sonho depois do trabalho? Que hipóteses tenho de dar a conhecer o meu talento/habilidade/dom?

Mesmo que o consigamos fazer depois do trabalho, haveremos de passar pela fase intermédia em que ainda não pudemos largar o trabalho mas em que já precisávamos de mais tempo para o nosso sonho.

 

Ninguém disse que ia ser fácil.

 

Mas é preciso levar as coisas com calma.

O mais difícil já passou, que era saber-se o que se quer. Depois há que ver como podemos lutar (e há-de haver muitos dias em que não conseguimos ver como). Também temos de deixar o tempo passar. E, de repende, há-de-se fazer luz. E esse dia até pode ser um dia muito triste, em que queremos desistir, mas que por qualquer razão as ideias surgem-nos finalmente. Depois há que trabalhar, muito, mas com paciência, aos pouquinhos. Há que dar a mostrar o que sabemos fazer. Há que passar pelas fases difíceis. Até ao dia em que finalmente conseguimos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:21