Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Destralhar

por A Mãe (In)Consciente, em 11.06.14


Apesar da minha casa ter mais o aspecto da foto do lado direito, há sempre que destralhar.

Aliás, é uma tarefa constante, e não algo que se faça uma vez e fiquei feita.


Andávamos a preparar uma mudança na sala, que ia incluir a introdução de um móvel novo e a utilização de um com uma nova função: a de sapateira no local de entrada.


Mas houve um impedimento e não foi possível introduzir o novo móvel.

(Era duma casa de um familiar, que vai ser vendida, e o comprador negociou o preço com a mobília)


Como não deu para remodelar a sala, resolvemos dar uma limpeza ao roupeiro. É algo que devíamos ter feito há muito tempo, mas quando mudámos para esta casa, há quase 2 anos, simplesmente escondemos coisas nos roupeiros e nunca mais pensámos nisso.


Eu tinha montes de roupa que não me servia, o meu companheiro montes de roupa velha. Havia também sapatos para deitar fora.

Afinal conseguimos arrumar os sapatos de inverno no roupeiro (não gosto nada, por isso estão dentro de caixas com sabonetes dentro), os de verão estão numa sapateira medíocre que temos lá para casa (era para desaparecer).


Mudámos a disposição do outro quarto: e ficámos com mais espaço! Maravilha.


Senti-me tão bem e tão liberta depois.


É impressionante o que acumulamos, mesmo sem que sejamos pessoas acumuladoras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:21